Temos mesmo o livre arbítrio?

Esse video foi baseado no capítulo “Free Will: A Grand Illusion” do livro “Impulse: Why we do what we do without knowing why we do it” escrito por David Lewis (2013, pp. 198-204) e no artigo “The Value of Believing in Free Will: Encouraging a belief in determinism increases cheating” escrito por Kathleen D. Vohs e Jonathan W Schooler (2008).

Resumo: Um homem de família de repente se transforma em um pedófilo e começa a colecionar pornografia infantil, prostituir crianças, assediar a própria sobrinha. Uma ressonância de seu cérebro: um tumor de tamanho considerável localizado em uma parte do cérebro grande responsável por regular o comportamento social que inclui o controle de impulsos sexuais. Logo depois da cirurgia de remoção do tumor o comportamento pedófilo desapareceu. Onde está o livre arbítrio? Esse homem, Phineas Gage e outros casos contradizem a crença universal em livre arbítrio. E questionar a existência do mesmo abala toda a infraestrutura de nossa sociedade, do sistema legislativo ao judiciário, todos baseados no livre arbítrio.

Seu cérebro decide o que você vai decidir meio segundo antes de você achar que está decidindo por você mesmo, ou seja, a sua mente recebe a decisão que vem do seu cérebro e não o contrário. Mas evidências científicas indicam que pessoas que não acreditam em livre arbítrio são mais agressivas, menos produtivas, mais anti-socias e, mais propensas a serem desonestas. Quanto motivar a crença no determinismo ou no livre arbítrio pode afetar o comportamento humano? Voluntários induzidos a acreditar em determinismo burlaram o teste enquanto os voluntários induzidos a acreditar em livre arbítrio burlaram o teste muito menos. Eles estavam conscientes do porque? Não! Seus cérebros foram influenciados pela leitura do texto e suas mentes agiram de acordo com essa indução sem se quer perceberem. Esse e outros estudos sugerem: o livre arbítrio é uma ilusão necessária.

Fonte: CasadoSaber

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *