Robson Rodovalho parabeniza físico brasileiro por prêmio Nóbel do diálogo e espiritualidade

O astrônomo brasileiro  Marcelo Gleiser, de 60 anos, foi escolhido como o vencedor do prêmio Templeton de 2019, conhecido como o “Nobel” do diálogo e da espiritualidade. Gleiser é o primeiro latino-americano a ser reconhecido com o valor de 1,1 milhão de libras esterlinas — a quantia será entregue oficialmente em um cerimônia em Nova York, em maio deste ano.

Para comentar sobre o assunto, o físico e bispo Robson Rodovalho gravou um vídeo parabenizando a comunidade científica brasileira pelo feito.  “O Brasil está de parabéns e nos enche de orgulho saber que um brasileiro ganhou um pódium tão importante e mais ainda pelo tema “física, química e espiritualidade”. Contribuição como o pensamento pode influenciar na vida humana. Parabéns ao meu colega, Marcelo Gleiser e a todos os cientistas brasileiros por esta grande conquista”.

Segundo a Fundação Templeton, o reconhecimento é pensado para profissionais que tenham feito “uma contribuição excepcional para afirmar a dimensão espiritual da vida, seja por insights, descoberta ou trabalhos práticos”.

Gleiser se formou em física pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro em 1981, e tornou-se doutor em física teórica em 1986. Ao longo de sua trajetória, ele escreveu nove livros em português e cinco em inglês.

“No meu trabalho como cientista, minha pesquisa é muito mais ligada a questões fundamentais sobre a origem do universo, da vida, do que sobre como criar um microchip melhor para fazer um iPhone funcionar mais rápido, por exemplo. Minhas questões são mais existenciais”, disse Gleiser em entrevista ao jornal O Globo.

“O professor Gleiser incorpora os valores que inspiraram meu avô a estabelecer o Prêmio Templeton e a criar a Fundação John Templeton”, disse Heather Templeton Dill, atual presidente da John Templeton Foundation.

A honraria, porém, já foi muito criticada por cientistas pela aproximação com temas religiosos. Em resposta, o físico disse à agência AFP que “O ateísmo é inconsistente com o método científico”.

Para assistir ao vídeo do físico Rodovalo na íntegra acesse as redes sociais: twitter@robsonrodovalho, Instagram@bprodovalho ou Facebook.com/bisporobsonrodovalho

Com informações do site revistagalileu

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *