Pesquisadores do Oeste do Paraná criam torre inédita de energia híbrida com ajuda do vento e do sol

Após 5 anos de estudos, pesquisadores do Oeste do Paraná criaram uma torre inédita de energia híbrida que aproveita o potencial do vento e do sol para gerar energia.

Bispo Robson Rodovalho, que também é cientista parabenizou a iniciativa: “Parabéns, Brasil e Paraná pela invenção da unidade de geração de Energia de Grafeno com placas solares, uma iniciativa super moderna e inteligente. Me alegra ver uma nova geração de cientistas brasileiros despontado”.

A invenção do Oeste do Paraná é algo inédito na América Latina. A torre utiliza ainda um minério que promete mudar a área energética.  De longe já dá para enxerga-lá. Quem passa pela BR 277, na saída para Curitiba, nota esta estrutura diferente no pátio da Fundetec, são 14 metros de altura, resultado de 5 anos de pesquisa.

Diferente daquelas hélices que estamos acostumados a ver em torres de energia eólica, esta torre tem três hastes com pás que giram conforme a intensidade do vento. A maior geração de energia vem mesmo do movimento do ar, mas ela ainda tem um bônus: a torre é híbrida, então também tem placas que captam a energia do sol. A ideia é oferecer uma alternativa energética mais eficiente do que os sistemas energéticos já existentes e se tornar uma opção de energia para consumidores intermediários, como as indústrias.

A invenção ainda está passando por alguns ajustes, mas já está cheia de curiosos ansiosos para ter um exemplar. A torre deve se tornar algo comercial nos próximos meses e já tem um mercado enorme aguardando por ela.

O vídeo completo você confere nas redes sociais:

Instagram.com/bprodovalho 

Facebook.com/bisporobsonrodovalho

 

 

Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email