Israel recebe um dos manuscritos de Ester mais antigos do mundo

A Biblioteca Nacional de Israel em Jerusalém recebeu de presente uma das cópias mais antigas do mundo do Livro de Ester. O material remonta à Península Ibérica por volta do ano de 1465, antes da expulsão dos judeus da Espanha e de Portugal, no final do século XV.

O Livro de Ester, também conhecido como “Meguilá”, é lido todos os anos por judeus em todo o mundo durante o feriado de Purim. O chamado feriado de Purim, que ocorrerá de 25 a 28 de fevereiro deste ano, comemora quando Deus usou a rainha Ester para salvar o povo judeu da destruição nas mãos do Império Persa.

Um escriba deve ter sido o responsável por escrever cuidadosamente a Meguilá em inta marrom, em um rolo de couro e provavelmente foi lido pelos judeus do século 15, durante o feriado de Purim.

De acordo com especialistas, o rolo é um dos mais preciosos porque existem poucos pergaminhos de Ester usados pelos judeus antes de serem expulsos da Espanha e de Portugal.

O Dr. Yoel Finkelman, curador da Coleção Haim e Hanna Salomon Judaica da Biblioteca Nacional de Israel, disse que este pergaminho é raro e mostra a rica cultura material dos judeus da Península Ibérica.

Ele classificou como “um testamento incrivelmente raro da rica cultura material dos judeus da Península Ibérica. É um dos primeiros manuscritos de Esther existentes e um dos poucos megillot do século 15 no mundo. A Biblioteca tem o privilégio de guardar este tesouro e de preservar o legado da Judiaria Ibérica pré-Expulsão para o povo judeu e o mundo.”

O pergaminho foi doado à Biblioteca Nacional de Israel por uma família particular. A biblioteca disponibilizou o manuscrito para  visualização online .

Fonte: Gospel Prime

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *