março 26, 2019

Nenhum comentário

Mães são as que mais influenciam fé cristã dos filhos, aponta pesquisa

Uma pesquisa realizada pela Barna aponta que 68% dos cristãos americanos ao serem perguntados sobre de quem receberam influência para sua fé responderam que vem de suas mães. Na família cristã, os pais ficaram com 46% e um avô com 37%.

O estudo, que examina os papéis que mães e pais desempenham no desenvolvimento das crianças, mostra que os cristãos são muito mais propensos a dizer que suas mães tiveram uma influência maior sobre sua fé do que seus pais.

Esse padrão também foi encontrado entre os adolescentes cristãos, que são mais propensos a dizer que oraram ou falaram sobre Deus com sua mãe no mês passado do que com seu pai.
A pesquisa foi realizada em 2018 e faz parte de um novo livro, Households of Faith.

“Somos incrivelmente bons como igrejas no apoio, capacitação e incentivo à maternidade, e encorajamos as mães a assumir esse papel ativo na vida de fé de seus filhos”, disse Roxanne Stone, de Barna assim que a pesquisa foi revelada.

“Parece que estamos ficando para trás em como estamos apoiando e capacitando pais para realmente se tornar uma parte da orientação espiritual, bem como a orientação emocional para seus filhos”, declarou.
Os adolescentes cristãos também disseram que sua mãe: “encoraja-me a ir à igreja”, “fala comigo sobre o perdão de Deus” e “me ensina sobre a Bíblia”, mostra a pesquisa.

Os adolescentes cristãos também são mais propensos a buscar encorajamento com a mãe do que com o pai, além de conselhos e ajuda na área espiritual.

Os pais só avançam em três categorias: quando os adolescentes precisam de dinheiro, quando precisam de ajuda logística e quando querem que os pais pratiquem esportes.

Fonte: guiame.com.br

março 20, 2019

Nenhum comentário

Robson Rodovalho parabeniza físico brasileiro por prêmio Nóbel do diálogo e espiritualidade

O astrônomo brasileiro  Marcelo Gleiser, de 60 anos, foi escolhido como o vencedor do prêmio Templeton de 2019, conhecido como o “Nobel” do diálogo e da espiritualidade. Gleiser é o primeiro latino-americano a ser reconhecido com o valor de 1,1 milhão de libras esterlinas — a quantia será entregue oficialmente em um cerimônia em Nova York, em maio deste ano.

Para comentar sobre o assunto, o físico e bispo Robson Rodovalho gravou um vídeo parabenizando a comunidade científica brasileira pelo feito.  “O Brasil está de parabéns e nos enche de orgulho saber que um brasileiro ganhou um pódium tão importante e mais ainda pelo tema “física, química e espiritualidade”. Contribuição como o pensamento pode influenciar na vida humana. Parabéns ao meu colega, Marcelo Gleiser e a todos os cientistas brasileiros por esta grande conquista”.

Segundo a Fundação Templeton, o reconhecimento é pensado para profissionais que tenham feito “uma contribuição excepcional para afirmar a dimensão espiritual da vida, seja por insights, descoberta ou trabalhos práticos”.

Gleiser se formou em física pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro em 1981, e tornou-se doutor em física teórica em 1986. Ao longo de sua trajetória, ele escreveu nove livros em português e cinco em inglês.

“No meu trabalho como cientista, minha pesquisa é muito mais ligada a questões fundamentais sobre a origem do universo, da vida, do que sobre como criar um microchip melhor para fazer um iPhone funcionar mais rápido, por exemplo. Minhas questões são mais existenciais”, disse Gleiser em entrevista ao jornal O Globo.

“O professor Gleiser incorpora os valores que inspiraram meu avô a estabelecer o Prêmio Templeton e a criar a Fundação John Templeton”, disse Heather Templeton Dill, atual presidente da John Templeton Foundation.

A honraria, porém, já foi muito criticada por cientistas pela aproximação com temas religiosos. Em resposta, o físico disse à agência AFP que “O ateísmo é inconsistente com o método científico”.

Para assistir ao vídeo do físico Rodovalo na íntegra acesse as redes sociais: twitter@robsonrodovalho, Instagram@bprodovalho ou Facebook.com/bisporobsonrodovalho

Com informações do site revistagalileu

março 19, 2019

Nenhum comentário

Pesquisadores do Oeste do Paraná criam torre inédita de energia híbrida com ajuda do vento e do sol

Após 5 anos de estudos, pesquisadores do Oeste do Paraná criaram uma torre inédita de energia híbrida que aproveita o potencial do vento e do sol para gerar energia.

Bispo Robson Rodovalho, que também é cientista parabenizou a iniciativa: “Parabéns, Brasil e Paraná pela invenção da unidade de geração de Energia de Grafeno com placas solares, uma iniciativa super moderna e inteligente. Me alegra ver uma nova geração de cientistas brasileiros despontado”.

A invenção do Oeste do Paraná é algo inédito na América Latina. A torre utiliza ainda um minério que promete mudar a área energética.  De longe já dá para enxerga-lá. Quem passa pela BR 277, na saída para Curitiba, nota esta estrutura diferente no pátio da Fundetec, são 14 metros de altura, resultado de 5 anos de pesquisa.

Diferente daquelas hélices que estamos acostumados a ver em torres de energia eólica, esta torre tem três hastes com pás que giram conforme a intensidade do vento. A maior geração de energia vem mesmo do movimento do ar, mas ela ainda tem um bônus: a torre é híbrida, então também tem placas que captam a energia do sol. A ideia é oferecer uma alternativa energética mais eficiente do que os sistemas energéticos já existentes e se tornar uma opção de energia para consumidores intermediários, como as indústrias.

A invenção ainda está passando por alguns ajustes, mas já está cheia de curiosos ansiosos para ter um exemplar. A torre deve se tornar algo comercial nos próximos meses e já tem um mercado enorme aguardando por ela.

O vídeo completo você confere nas redes sociais:

Instagram.com/bprodovalho 

Facebook.com/bisporobsonrodovalho

 

 

março 15, 2019

Nenhum comentário

Pesquisa revela que 25% dos cristãos norte-americanos leem a Bíblia e oram em suas casas

Os três elementos são: orar todos os dias com os seus familiares e ler a Bíblia juntos; conversar sobre Deus pelo menos uma vez por semana; e acolher não familiares regularmente ou várias vezes por mês.

Dos entrevistados 33% declara que seguem as práticas espirituais de orar e ler a Bíblia e ainda conversam sobre Deus; 14% pratica apenas a hospitalidade e 28% não pratica nenhuma das ações.

“Famílias vibrantes se destacam por terem um tempo significativo, divertido e de qualidade com seus familiares”, diz a pesquisa ao comparar dados de que 32% dos entrevistados se reúnem para jogos, 63% para tomarem o café da manhã juntos e 75% que jantam juntos todos os dias.

“Um dos objetivos deste estudo era aprender com famílias que pareciam estar excepcionalmente engajadas na expressão de fé comunitária e consistente em casa”, explicou o instituto de pesquisa.

Para chegar nesta conclusão, 2.347 pessoas foram ouvidas.

 

Fonte: gospelprime

março 12, 2019

Nenhum comentário

A imagem de Jesus Cristo no Santo Sudário é real? Bispo Rodovalho fala sobre o assunto

Muitas polêmicas envolvem a questão do Santo Sudário, um manto que segundo a tradição envolveu a Jesus após a sua morte e depois esse tecido foi guardado, protegido ao longo da história. Mas as polêmicas surgiram justamente para contestar se a imagem ali contida era de Jesus Cristo.

Para explicar sobre o assunto, Bispo Robson Rodovalho gravou um vídeo explicativo. “Muitas evidências apontam que aquele manto envolveu ao corpo de Jesus”, disse sobre réplica do manto feita pela igreja Católica.

Confira a íntegra no saraplay.com.br

março 5, 2019

Nenhum comentário

Projeto pretende “ressuscitar” Mar Morto

O diretor-executivo da Empresa Governamental para a Preservação do Mar Morto, Nir Kedmi, pretende desenvolver a região sul do Mar Morto para oferecer aos turistas hotéis e opções de lazer.

“Setenta por cento dos turistas estrangeiros visitam o Mar Morto, mas não costumam pernoitar, ou o fazem por apenas um ou dois dias, e queremos que façam parte da grande comunidade de israelenses que vêm atualmente”, disse ele à agência EFE.

O projeto é construir mais 17 hotéis, de luxo e alto padrão, entre os já existentes complexos de Ein Bokek e Hamei Zohar. Hoje os complexos hoteleiros oferecem 4 mil leitos, a ideia é dobrar a capacidade e aproveitar a inauguração do aeroporto internacional de Eliat, no sul de Israel, para atrair mais turistas.

“Esta região tem enorme potencial, com o deserto e um clima perfeito no inverno, quando na Europa o tempo é horrível. Aqui não há chuvas em 99% do ano, e as temperaturas no inverno ficam entre 25 e 11 graus”, explicou Amir Halevi, diretor-geral do Ministério do Turismo para o Conselho Regional de Tamar.

Halevi considera o Mar Morto como um dos lugares mais importantes do país, pelo seu significado e também pelo potencial turístico que passará a ser uma das prioridades para investimentos.

Fonte: gospelprime

março 1, 2019

Nenhum comentário

Astrofísica brasileira vence importante prêmio da ciência mundial

Uma das “melhores jovens cientistas trabalhando hoje” em todo o mundo é brasileira, negra e tem apenas 37 anos. A astrofísica capixaba Marcelle Soares-Santos acaba de ser reconhecida pela Fundação Alfred P. Sloan, que desde 1955 escolhe os mais proeminentes jovens cientistas para receber uma bolsa de US$ 70 mil para gastar de qualquer maneira que o bolsista julgar melhor em seu trabalho.

Professora assistente de Física na Universidade Brandeis, nos Estados Unidos, ela estuda a natureza da expansão acelerada do universo usando dados de alguns dos telescópios mais poderosos já construídos.

Soares-Santos coordena uma equipe no Fermilab, um dos mais renomados centros de pesquisa em física de partículas, que ajudou a detectar uma fusão de estrelas de nêutrons pela primeira vez e atualmente está ajudando a criar um método novo para determinar a constante de Hubble.

“Os Sloan Fellows se destacam pela criatividade, pelo trabalho duro, pela importância dos problemas que enfrentam e pela energia e inovação com as quais lidam com eles”, disse Adam F. Falk, presidente da fundação Sloan em um comunicado. “Ser Sloan Fellow é ser na vanguarda da ciência do século 21.”

Para se ter uma ideia da importância do prêmio, 47 dos vencedores da bolsa foram posteriormente reconhecidos pelo Nobel. “É uma honra receber a Bolsa de Pesquisa Sloan”, disse Soares-Santos. “Encontrar-me ao lado das pessoas de destaque que foram reconhecidas ao longo dos anos é o que me deixa mais orgulhosa com esse prêmio.”

Fonte: revistagalileu