outubro 25, 2011

Nenhum comentário

Precisamos Perdoar

O perdão que Deus nos dá está condicionado ao perdão que oferecemos

“Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós”. Mt. 6:14

Após a oração do Pai Nosso, Jesus faz uma afirmação realmente delicada. Ele mostra a estreita relação entre o perdão que damos e o perdão que recebemos. O perdão que Deus nos dá está condicionado ao perdão que oferecemos. Quantas vezes fomos machucados, feridos e estamos cheios de razão? Quantas vezes vivemos situações delicadas com o nosso cônjuge ou com pessoas que fizeram negócios e houve dano ou fraude?

O Senhor Jesus conhecia muito bem a natureza humana e por isso Ele fez este condicionamento. Como podemos receber o perdão se não sabemos perdoar? Quando agimos assim, estamos sendo egoístas e este não é o plano de Deus.

Em Mateus 18:21-35 está escrito: “Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete. Por isso o reino dos céus pode comparar-se a um certo rei que quis fazer contas com os seus servos; E, começando a fazer contas, foi-lhe apresentado um que lhe devia dez mil talentos; E, não tendo ele com que pagar, o seu senhor mandou que ele, e sua mulher e seus filhos fossem vendidos, com tudo quanto tinha, para que a dívida se lhe pagasse.

Então aquele servo, prostrando-se, o reverenciava, dizendo: Senhor, sê generoso para comigo, e tudo te pagarei. Então o senhor daquele servo, movido de íntima compaixão, soltou-o e perdoou-lhe a dívida. Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos, que lhe devia cem dinheiros, e, lançando mão dele, sufocava-o, dizendo: Paga-me o que me deves. Então o seu companheiro, prostrando-se a seus pés, rogava-lhe, dizendo: Sê generoso para comigo, e tudo te pagarei.

Ele, porém, não quis, antes foi encerrá-lo na prisão, até que pagasse a dívida. Vendo, pois, os seus conservos o que acontecia, contristaram-se muito, e foram declarar ao seu senhor tudo o que se passara. Então o seu senhor, chamando-o à sua presença, disse-lhe: Servo malvado, perdoei-te toda aquela dívida, porque me suplicaste. Não devias tu, igualmente, ter compaixão do teu companheiro, como eu também tive misericórdia de ti? E, indignado, o seu senhor o entregou aos atormentadores, até que pagasse tudo o que devia. Assim vos fará, também, meu Pai celestial, se do coração não perdoardes, cada um a seu irmão, as suas ofensas”.

Nessa parábola, Jesus nos mostra a indignação daquele senhor por ter perdoado tão grande dívida do seu capataz, enquanto este não foi capaz de retribuir com a mesma misericórdia que recebeu. Deus nos perdoou tanto, que qualquer situação aqui na terra é bem menor que nossos pecados perdoados na cruz. Por isso, Ele age firmemente com relação ao perdão.

É necessário perdoar para sermos perdoados. Não carregue o fardo da amargura e do ódio, pois isso o destruirá. Lance sua dor sobre Jesus e Ele o abençoará.

Bispo Rodovalho

outubro 25, 2011

Nenhum comentário

Principais erros teológicos do Esoterismo

Temos presenciado nos últimos anos, um grande crescimento no número de convertidos ao Cristianismo. No entanto, a falta de discipulado no sistema “um a um” (relegado a 2º plano pela maioria das Igrejas Evangélicas), vem fazendo com que pessoas que se converteram de doutrinas erradas (do ponto de vista bíblico), continuem vivenciando princípios absurdos.
Uma das linhas de erros teológicos mais comuns em algumas Igrejas, é relativa ao ESOTERISMO. Estão muito presentes, pois têm uma divulgação fantástica na Mídia (revistas, novelas, livros, filmes etc). É muito possível que você como líder de Juventude, já tenha presenciado jovens de sua comunidade, manifestando pensamentos ou expressões, com o conteúdo que passaremos a examinar.
Vejamos alguns dos seus principais erros teológicos do Esoterismo, para que possamos identificar e instruir nossos liderados na doutrina bíblica correta:
1º ERRO: “DEUS É UMA ‘FORÇA CÓSMICA’ E NÃO UMA PESSOA”
Não existe diferença entre CRIATURA e CRIADOR. É o que se chama de Monismo: tudo que existe vem de uma mesma natureza básica. Assim, há uma tentativa de “rebaixar” o Deus Criador, para o nível de um “fluido” ou uma “força”.
Biblicamente:
Deus é uma PESSOA: tem vontade própria, fala e tem sentimento. Gn 18:1-2,17, 20-21; Dn 6:26-27; Deus é o mesmo eternamente, em todo o seu ser – Ap 1:8
Deus NÃO É o Cosmos, mas sim o CRIADOR de Tudo – 2 Rs 19:15; Sl 102:25; Sl 146:5-6; Ne 9:6
2º ERRO: “DEUS ESTÁ EM TUDO. TODAS AS COISAS SÃO ‘DEUS’ “
Deus e o Mundo são a mesma coisa. Deus estaria segundo eles, DENTRO das coisas como: árvores, animais, rochas etc. Daí, tantas lendas de árvores que falam, seres que brotam das pedras etc.
Deus NÃO É MAIOR que o Mundo: não é transcendente, não é sobrenatural, mas natural. É o que se chama de PANTEÍSMO: Pan = tudo; Theós = deus. Não só “limita” a ação do Deus Soberano, como ao mesmo tempo dá “poderes divinos” a COISAS como plantas, árvores, chás etc.
Biblicamente:
Deus Criou o mundo do NADA – Gn 1:1; Jó 26:7; Sl 33:6; Hb 11:3 A Criação e o Homem, tem uma natureza diferente da de Deus – Is 64:8.
3º ERRO: “OS ASTROS TÊM INFLUÊNCIA NA VIDA DOS HOMENS”

Os astros seriam segundo eles, EMANAÇÕES DE DEUS, como todo o Cosmos. Quando uma pessoa nasce na Terra, a posição dos astros revela como será seu futuro. Este é um dos princípios básicos da Astrologia e de outras “mágico-logias” que estão em moda, atraindo muitos para princípios não bíblicos.
Biblicamente:
Deus ordena a que ninguém busque os astros – pois são COISAS CRIADAS por Ele, e não objetos de culto – Dt 4:19
Deus usa de ironia sobre a Babilônia – os astros em nada poderiam ajudá-la, contra o juízo que Ele enviaria. Is 47:12-15
4º ERRO: “O HOMEM É ESSENCIALMENTE BOM, E O PECADO É UMA ILUSÃO”
Segundo muitas linhas filosóficas, o homem é essencialmente BOM e o PECADO é uma invenção do homem, para justificar seus medos. Assim sendo, segundo eles, o pecado não existe: é apenas uma desculpa.
Biblicamente:

Romanos 3:10-12 e 23 – está claro que TODOS pecaram e não há NENHUM ser humano BOM diante de Deus.
Jr 17:9-10 – nesta passagem, o próprio Deus Criador diz que o coração do homem é enganoso e desesperadamente corrupto.
1 Jo 1:17-20 – Só há um meio de limpar os pecados: pelo sangue de Jesus. O esoterismo não pode aceitar isto, porque para eles, o próprio homem é Deus e pode se auto-purificar.
5º ERRO: “O HOMEM É DEUS”

Interpretam erradamente Mt. 6:6 – “entra no teu quarto … e teu Pai que vê em secreto, te recompensará”. Acham que o “interior do quarto” é o “interior de si mesmo” e que quando o ser humano faz um exercício de “mentalizar o seu interior” … descobre que é “deus”!?!?
Para eles, o homem É IGNORANTE da sua divindade. Crêem que quando se despertar para isto, vai se tornar uma pessoa melhor, tornando o mundo melhor.
Biblicamente:
O problema não é “ser ignorante de sua divindade”, pois o homem é CRIATURA e não Deus. O problema do homem é ser ignorante de que SEUS PECADOS O AFASTAM DE DEUS.
Is 43:10: Deus diz que antes dEle, nenhum Deus se formou e depois dele, nenhum outro haverá. Fique certo que VOCÊ NÃO É, NÃO FOI E NUNCA SERÁ DEUS.
6º ERRO: “TODOS OS CAMINHOS LEVAM A DEUS”
Eles crêem que há necessidade de procurar pontos em comum, em todas as religiões (budismo, cristianismo, islamismo, etc), para que se forme uma RELIGIÃO MUNDIAL. Todos estão certos em alguns pontos e portanto podem encaminhar os homens para um futuro melhor.
Biblicamente:
Amós 3:3 – “Como andarão dois juntos, se não houver entre eles acordo?”. A passagem diz que quando não há acordo, o melhor a fazer é PARAR DE ANDAR JUNTO.
2 Tm 3:14-17 – Paulo lembra a Timóteo, de que deve resistir a ensinamentos errados e permanecer naquilo que aprendeu das Escrituras Sagradas.
Tito 1:9 e 16 – Paulo instrui a Tito a convencer os que contradizem a doutrina bíblica. Muitos dizem que conhecem a Deus, mas o negam por desobedecer Suas ordens.
Gl 1:9 – Quem prega heresia (doutrina falsa, do ponto de vista bíblico), deve ser considerado ANÁTEMA (maldito).
7º ERRO: “TUDO É RELATIVO”
Segundo este pensamento filosófico, a verdade de uma pessoa, pode não ser a verdade de outra. Cada um tem a sua própria verdade e NÃO EXISTE VERDADE ABSOLUTA. O máximo que se pode fazer, é somar as diversas verdades das pessoas, mas mesmo assim NUNCA teremos a verdade absoluta.
A intenção que está por trás desta idéia é sugerir que “tudo é relativo: INCLUSIVE DEUS!!!”. O Senhor não seria um referencial IMUTÁVEL, mas sim MALEÁVEL. Segundo esta maneira de pensar, cada ser humano pode DETERMINAR o que ele acha que Deus é ou não é. Veja o absurdo: é o ser humano que determina quem o Criador é!!!
Biblicamente:
Deus NÃO MUDA – Tg 1:17
Foi DEUS QUEM DECIDIU SE REVELAR ao homem – caso contrário, o ser humanojamais saberia como agradar ao Criador. Deus se revelou (bem como a Sua vontade), através das Obras que fez (Sl 19:1-2), através de profetas espalhados na história do Seu povo (Hb 1:1), através de seu Filho Jesus (Hb 1:2-4) e através das Escrituras (2Tm 3:16-17).
Cristo é a VERDADE que revela a Deus – Jo 14:6
Jesus disse que nossa palavra deve ser “sim, sim e não, não” (ou seja ABSOLUTA e não relativa). O que passar disto, provém do diabo – Mt 5:37.
Deus estabeleceu VERDADES ETERNAS e ABSOLUTAS, por toda a Bíblia – Js 1:7-9;Sl 93:5; Sl 111:3,7-9
Quando o homem se afasta dos conselhos de Deus, acaba entrando em caminhos tortuosos – Pv 14:12
8º ERRO: “REENCARNAÇÃO / VIDAS PASSADAS”
Vida após a morte, reencarnando em outra pessoa, visando um aperfeiçoamento nas próximas vidas. Ideologia comum às religiões espíritas.
Biblicamente:
A Reencarnação é terminantemente contestada – Dt 18:10-12; Hb 9:27. A Bíblia fala de RESSURREIÇÃO e não de Reencarnação. – Jo 5:28-29.
9º ERRO: “COMUNICAÇÃO COM MORTOS”

É o contato de médiuns com espíritos ou mestres cósmicos.
Segundo o Esoterismo, existe um “Registro AKASHICO” nas esferas cósmicas, com ensino de todas as pessoas sábias que passaram pelo mundo. O conteúdo deste “Registro”, seria ensinado pelos mestres cósmicos aos médiuns, que os transmitem aos seres humanos.
Biblicamente:
Ef 6:12 – estes espíritos, na verdade são DEMÔNIOS, que trazem idéias que conflitam e pretendem invalidar o que a Bíblia diz. As doutrinas erradas que acabamos de estudar, são um exemplo disto.
CONCLUSÃO:
Como você pode ver, estes erros doutrinários estão se tornando cada vez mais comuns em nosso meio. Para detectá-los, nada melhor que conversar as pessoas sobre estes assuntos.

outubro 21, 2011

Nenhum comentário

O Crescimento Que Vem Pelos Ministérios

“… E Ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do Seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo …” Ef 4:11-12.
Paulo nos fala que Deus colocou os ministérios do Corpo com o fim de produzir amadurecimento ou aperfeiçoamento. O Senhor os deu aos homens, Ele os equipou para o serviço, para a obra do ministério, e o objetivo de Deus foi produzir o conhecimento espiritual em Seus filhos. Isso acontece quando temos contato com os homens que receberam um ministério vivo e ungido por Deus, assim nossa fé é estimulada. Nossa força é aumentada pelo desafio que os ministérios de Deus trazem pela Palavra.
O ministério da Palavra de Deus é vivo, eficaz, ensina, exorta, e nos fala seguramente sobre como correr a carreira cristã. Na verdade é muito importante o relacionamento de cada membro do corpo com ministérios vivos, com homens que Deus equipou, com dons e chamados para Seu serviço. Nosso relacionamento com os ministérios de Deus pode nos poupar de sérios problemas. Algumas lições que por nós mesmos gastaríamos muito tempo para aprender, Deus pode nos ensinar usando Seus ministérios.
A vontade de Deus é que recebamos de nossos pais e prossigamos daquele ponto. O Senhor quer que cada geração leve o bastão adiante. Os ministérios por ele instituídos devem levar o ensino e a orientação para o crescimento equilibrado. São necessários estes dois tipos de relacionamentos: com Deus e com os ministérios. Qualquer desequilíbrio ou ênfase demasiada em um ponto produzirá problemas em nossa vida cristã.
Quando falamos de ministérios nos referimos aos cinco mencionados em Ef. 4, e a outros não mencionados ali. Cremos que ministros são homens ungidos por Deus para um serviço. Eles têm a responsabilidade de trazer o ensino e a vida ao corpo para o crescimento necessário. Não há crescimento saudável, equilibrado, quando estamos separados, desvinculados do corpo, simplesmente pelo fato de não estarmos recebendo dos ministérios que Deus deu à Igreja, com o objetivo de edificá-la. O fechamento e o isolamento são atitudes que nos causam danos espirituais.
O Senhor não nos quer isolados, mas bem ligados e ajustados no corpo de Cristo, e isto é prático. Todo grupo deve estar bem comprometido com uma comunidade de irmãos, e estar bem ajustado, ou seja, recebendo alimento, comunhão e participando na casa que está fluindo e crescendo em Deus.
A hora é de crescimento. Deus não nos quer sempre infantis. Ele está movendo no mundo hoje. Está levantando ministérios na Igreja e nos ligando em famílias espirituais para que cresçamos juntos e com compromisso. O crescimento de Deus deve estar tocando cada um de nós; tanto no relacionamento com Deus como no relacionamento com ministérios. Que Deus nos dê força e graça para respondermos e, assim, não O impediremos de agir em nós.
Bispo Rodovalho

outubro 21, 2011

Nenhum comentário

O Valor Da Dedicação

1 Coríntios 15:58
As forças das trevas nos bombardeiam diariamente, levando-nos a questionar o valor da dedicação e do preço pago. Jesus também deve ter se questionado, mas a certeza de Sua identidade e a Sua comunhão com o Espírito de Deus o fazia cada vez mais forte, convicto e inabalável.
Quanto mais nos enchemos do Espírito Santo, mais forte se torna a nossa identidade espiritual, mais convictos nos tornamos, mais inabaláveis ficamos. Se sairmos da presença de Deus nossos conceitos interiores começam a balançar e questionaremos coisas que nunca imaginamos.
Podemos e temos a capacidade de controlar o que pensamos. O que nos protege é a convicção em quem temos acreditado, e permanecer debaixo da presença e da unção diária do Espírito Santo!
Bispo Rodovalho

outubro 21, 2011

Nenhum comentário

Magnetismo produz atrações

Precisamos compreender porque é que algumas pessoas atraem milagres e outras não? Por que é que para alguns líderes, empresários, negociantes as coisas dão certo? E, outras, debaixo das mesmas circunstâncias, as coisas dão errado? A resposta é: Criamos campos magnéticos, campos que atraem, ou campos que expelem situações em nossas vidas.

A vida humana é bem igual a um campo magnético ou um campo gravitacional. Temos capacidade de atrair ou expulsar, repelir. Deus te trouxe aqui para você receber tudo que precisa na tua vida e na tua história.

Você atrai aquilo que respeita. Você só respeita aquilo que valoriza. Respeito quer dizer admiração. Respeito quer dizer que você não critica. Você nunca vai atrair aquilo que deseja porque você critica aqueles que fazem algo parecido. Por que? Porque a crítica mata o respeito.

Você atrai aquilo que você respeita

O primeiro princípio da atração é o respeito. Você pode até não concordar com as técnicas, as estratégias, mas você tem que respeitar. Só existe sucesso com sabedoria, com edificação. Respeite o sucesso do outro.

Você atrai aquilo que respeita. Você só respeita aquilo que valoriza. Aquilo que você banaliza torna-se comum. Aquilo que é comum, você expulsa da sua vida. Muita gente perde casamentos maravilhosos por banalizarem o casamento, banalizou o relacionamento, banalizou o emprego, desrespeitou a situação. E aí, outra pessoa entra naquele lugar e toma. É assim mesmo! Aquilo que não damos valor, nós banalizamos, aquilo que banalizamos tendemos a perder. Outra pessoa pega e valoriza porque o universo é de equações positivas.

Então queridos, você quer atrair? Valorize e respeite!

Bispo Rodovalho